quinta-feira, 1 de julho de 2010

Nuova Vespa ! Vespa GTS 300 i.e. Super





É altura de anunciar aqui o estranho mas nobre motivo da venda da Granturismo: chama-se Vespa GTS 300 i.e. Super. E representa a concretização de um desejo que já vem inquietando o meu subconsciente há uns meses largos.

Por vezes temos mesmo que dar prioridade à emoção e preterir a razão.




Não tinha nenhum forte motivo para vender a Granturismo. A não ser… comprar uma Super !

A Granturismo estava quase nova e conservava até um brilho original muito pouco usual numa scooter com seis anos.

Do ponto de vista estritamente financeiro era uma troca objectivamente desaconselhável, uma vez que ia adquirir - pela primeira vez na vida - uma scooter zero quilómetros, abdicando de outra que já pouco ou nada desvaloriza.

Também do prisma da utilidade nenhum argumento racional pude encontrar que me fizesse trocar duas scooters que, na essência, são praticamente iguais.

A razão é, assim, puramente emotiva.

Simplesmente sou fascinado por este desenho. Até pela peça de design industrial que esta Vespa indiscutivelmente é, pelo que representa, pela história que carrega aos ombros. Para lá da própria scooter.








Passei o primeiro dia a fazer pouco mais de setenta quilómetros. A parar. A arrancar. A deter-me outra vez. Parecia uma criança, querendo fixar-lhe a expressão. Olhar para ela, rodar nela e admirá-la. De todos os ângulos. Enquanto a recolhia na garagem, manobrando-a, pensei para mim: “…não estava preparado para deixar de ter uma Vespa…”.

Chama-se Bianca. Homenagem a Nanni Moretti, à Itália, e à cor branca que veste, Montebianco.  

Aqui está ela em fotogramas felizes...



 











7 comentários:

Leo_Dueñas disse...

Mas que bela e boa notícia, meus parabéns! Sem sombra de dúvida a minha escolha em Vespa moderna - tanto em modelo como em cor - se uma dessas não fosse no Brasil mais cara que um automóvel "popular", já estaria aqui na garagem. As GTS 300 Super são raríssimas aqui no Rio, tenho a notícia de uma preta, mas branca como a sua, desconheço.

Abraço,
Leo

Castanheira disse...

Como seguidor do blog, ao tomar conhecimento da venda da GT sem mais comentários, caculei que vinha aí upgrade. E ainda bem que assim foi!
Tenho uma igualzinha (que acabou de completar 1 ano) que também foi até à data o primeiro veículo zero km's que comprei. Foi obviamente também uma decisão puramente emocional, que me dá imenso prazer nas horas vagas, quer a circular, quer simplesmente a contemplá-la parada!:D
Parabéns pela compra!
(agora só falta um post comparativo das diferenças face à GT)

Rui Tavares disse...

Até que enfim dás noticias do recheio da garagem. Claro que ao saber da venda da GTS vi logo que tinhas algo na manga.
Não sei é se quero andar este fim de semana no VWD ao teu lado com a minha T5 vermelha. Corremos o risco de sermos confundidos com um gelado Perna de Pau.
Parabéns

Paulo disse...

Linda ! Ainda hoje recordo quando comprei a minha em 2008 que referiste inumeras vezes esse montebianco e hoje passado um ano e mais uns trocados eis que a tua garagem está mais "Bianca" ! Super parabens!

Júlio disse...

Nice!!!! :)
Muito bonita essa cor.
Apesar de não certamente o critério mais importante na escolha dessa vespa não deixo de estar curioso sobre as diferenças em termos de comportamento comparativamente com a Granturismo. Quando puderes, "posta" aí qualquer coisa sobre o assunto.
Temos também que acertar agendas para desenhar umas curvas com as nossas vespas. Ando com vontade de a levar à Arrábida...

Toni disse...

Parabéns pela compra. Apaixonado como sou pelo desenho das séries, GT/GTS, a venda da Granturismo de certa forma inquietou-me, mas agora tudo se revelou. Curiosa a referência ao Moretti, pois a compra da minha Vespa foi muito influenciada pelo "Caro diário", filme que surgiu na minha adolescência e que via vezes sem conta. Um abraço

Vasco Eiriz disse...

Os meus parabéns Vasco. Alio-me aos pedidos de comparativo com a anterior e de avaliação da compra.