sábado, 10 de maio de 2014

Vimeiro







Quase um mês. Por várias razões, o acesso à garagem com vista a destapar a Bianca e expô-la à fotossíntese não foi possível durante quatro semanas. Não sei se é um máximo histórico negativo meu, mas se não é ficou a saber-me como se fosse. Sei que fiquei demasiado tempo parado. Noto isso quando me sinto perro nos primeiros minutos, a manobrar a scooter a sair de casa. O reajuste é rápido, os movimentos depressa se tornam naturais outra vez, mas o espaço de tempo desconfortável e de menor fluidez existe. E é um sinal. Também de trabalho a mais e lazer a menos.


O dia esteve fresco, ideal para me esconder nos tesouros desertos do Vimeiro, a pouco mais de meia hora de Lisboa. Aqui, e nesta altura do ano, a tranquilidade da natureza conjuga-se com a ausência quase total de humanos. Razão suficiente para explorar e observar o pequeno mas belo recanto perto do mar, um verdadeiro parque natural não oficial. A meias com a Bianca.
































7 comentários:

Rui Tavares disse...

Até que enfim arranjaste tempo para um pouco de lazer. Enjoy

SonjaM disse...

Work isn't a bad thing. It makes you appreciate the breaks more ;-)
A beautiful little escape into the greenery of the backcountry. And bonus: solitude.

Luis Barreto disse...

Vasco, que sítios tão bucólicos, relaxantes... A morfologia da paisagem é qualquer coisa de surreal. Não faço a mínima ideia de como chegar aí, mas ia já desenrolar kms por essas bandas. E esse teu sentimento muitas vezes a mim me me dá também e acho até que o vespão sofre a par comigo.

Castanheira disse...

Mais uma excelente reportagem fotográfica!^
A meia hora de Lisboa!!! Como é que nunca ouvi falar disso?!?!
Tou mesmo a precisar de tirar a minha da garagem urgentemente!

VCS disse...

SonjaM,

Loneliness is highly prized in these rides. Obviously I like to be on the road with other riders, but typically no more than three or four. Being on the road alone allows me to go at my own pace, stopping to photograph or to contemplate the landscape without breaking the rhythm of the other riders.

Vasco

VCS disse...

Barreto,

Este tesouro está muito próximo da praia de Porto Novo e Santa Rita, entre a Maceira e Santa Cruz. É um lugar bucólico, como dizes, e extremamente relaxante para andar a pé, de bicicleta, ou de scooter. Parte da rua é privada (com portagem), mas é relativamente fácil usá-la fora de época, sem pagar.
Deixo-te as coordenadas GPS:
39.177249, -9.350188

Abraço,
Vasco

VCS disse...

Castanheira,

Meia hora não dá tempo para desculpas. Estás convidado para vir até cá. Se gostaste das fotos irás apreciar o passeio, damos uma volta nas duas Vespa até porque a Bianca também precisa de andar.

Abraço,
Vasco